Barrett Nash é um canadense que resolveu viajar a África para trabalhar como voluntário. Ao chegar em Ruanda, um dos países mais pobres do mundo, Nash se assustou com a quantidade de motos nas ruas. Em pouco tempo descobriu que em Ruanda a motocicleta é o meio de transporte mais utilizado. Foi aí que ele pensou que seria possível usar isso em favor das pessoas. A ideia: criar um aplicativo em que qualquer um pudesse pegar uma carona nestas motos, uma espécie de Uber sobre duas rodas.
Mas para isso seria preciso tornar estas viagens seguras treinando e monitorando estes motoristas. Eis que em menos de três anos a Safemotos, startup criada por Nash, já tem 25 mil motoristas cadastrados e realizou 200 mil corridas em Kigali, capital do país.
Uma iniciativa que, além de ser uma opção de geração de renda, pretende ajudar a diminuir o número de acidentes de trânsito, uma das principais causas de morte em países pobres, como Ruanda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s