O número de empresas que contratam pessoas com autismo tem aumentado.
E, em muitos casos, isso não tem nada a ver com cotas ou responsabilidade social.
O que as empresas estão buscando agora são as vantagens para o negócio de ter em suas equipes pessoas com ótima concentração, excelente memória visual e facilidade para lidar com conhecimentos matemáticos e tecnológicos. Estas são algumas características do autismo que agora passam a ser requisitados por empresas do mundo todo.
Em boa parte dos casos as companhias contam com o suporte de organizações como a dinamarquesa Specialist People Foundation, que atua para a inserção destas pessoas no mercado de trabalho. Até agora, a ação desta ONG já conseguiu empregar mais de 1.000 autistas em vários países do mundo, inclusive no Brasil.
O foco são as pessoas com Síndrome de Asperger, quadro mais leve de autismo em que a pessoa não apresenta deficiência intelectual. Segundo pesquisas, nestes casos, quando a pessoa recebe apoio adequado o índice de empregabilidade fica próximo de 90%.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s