Em Curitiba um motorista perde 60 horas por ano parado em congestionamentos.
Em outras capitais do Brasil, como Recife, Rio de Janeiro e Salvador este número é ainda maior, beira as 100 horas por ano.
Mas fica parado no trânsito não consome apenas nosso tempo, consome também mais combustível, o que aumenta a geração de poluentes. E assim, todos os anos, bilhões de dióxido de carbono são jogados no ar pelos escapamentos dos automóveis.
Agora, pesquisadores americanos propõe diminuir pela metade estes estragos causado pelos congestionamentos com uma solução simples, instalar sensores nos carros para manter uma distância mínima entre eles.
O problema é que dirigimos tão perto uns dos outros que qualquer pequena alteração no tráfego causa um efeito dominó, gerando engarrafamentos.
Segundo os cientistas manter uma distância igual na frente e atrás dos carros reduziria drasticamente o tempo de viagem e o consumo de combustível.
Agora, quer outra solução comprovadamente eficaz e simples para perder menos tempo em congestionamentos? É só usar menos o carro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s