Quando eu e minha esposa decidimos que eu passaria mais tempo cuidando da nossa filha, não tinha ideia do tamanho do preconceito e da desconfiança que ainda carregamos em relação ao assunto.
Foram inúmeras as vezes em que este conflito me atingiu. E tantas outras em que percebi caras, bocas e sorrisinhos maliciosos. Afinal, onde já se viu um marmanjo que cuida dos filhos?
O problema é que eu, como a maioria das pessoas, sempre pensei que o dilema entre criação dos filhos e carreira afetasse as mães muito mais do que os pais.
Tentando achar um alento a situação, descobri uma pesquisa que mostra que os homens também sofrem com este isso, em níveis cada vez mais parecidos com as mulheres.
O estudo, promovido pela Associação Americana de Psicologia, aponta que, diferente delas que já costumam assumir e discutir este conflito de forma aberta, a grande maioria de nós homens sofre em silêncio. Temos medo de sermos vistos como pouco engajados no trabalho e, principalmente, do preconceito em relação a nossa masculinidade. Parece bobagem, até você sofrer isso na pele.
Porque há tempos sabemos que é fundamental para o futuro da sociedade que as mulheres tenham cada vez mais suporte de governos e de empresas para que consigam achar equilíbrio entre família e carreira.
A novidade é que os homens precisam disso também.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s