As mudanças climáticas já afetam sua produtividade no trabalho. Para pior, é claro.
Um estudo da Organização Mundial do Trabalho acaba de comprovar mais este efeito perverso do aquecimento global em nossas vidas. A pesquisa mostra que em economias emergentes, como o Brasil, já há perda de 10% das horas trabalhadas em função das mudanças do clima.
Os que mais sofrem são trabalhadores da indústria, construção civil e agricultura. Segmentos fundamentais para o desenvolvimento de qualquer país.
E aí o estrago é duplo. Além dos efeitos diretos na saúde das pessoas há a questão econômica, ou seja, a grana que se perde com esta produção menor.
E o desafio também é duplo.
De um lado é preciso reconhecer que o estrago no clima do planeta já está feito. Então, temos que pensar em como adaptar as condições de trabalho das pessoas a esta realidade.
O outro lado é que esta é mais uma em tantas evidências de que é preciso levar a sério de vez as medidas necessárias para evitar que a situação do planeta fique pior.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s