Há alguns anos visitei o Haiti.
No país devastado por furacões e terremotos aportam navios da empresa de cruzeiros Royal Caribbean, mais especificamente na praia de Labadee.
Muitas das pessoas que trabalham no local são haitianos. Não vou esquecer nunca uma cena que vi durante o almoço, em um daqueles grandes buffets tão cheios de comida e de desperdício. Trabalhadores saiam da cozinha equilibrando a comida que sobrava nas mãos, até se perderem na mata. Imaginei quantas pessoas aquilo iria alimentar, por quantos dias.
Mas era só olhar para o outro lado e ver um mar cor de turquesa, água cristalina, praia com areias brancas. O litoral do Haiti é lindo, tão lindo quando os mais lindos que você já viu. Uma terra abençoada pela beleza, mas amaldiçoada por estar na rota de furacões e terremotos. Também amaldiçoada pela pobreza e pela ignorância.
Naquela época, tendo o belo e miserável tão próximos, separados apenas por uma virada de cabeça, me perguntava se haveria solução para aquele povo poder viver decentemente algum dia. E quantos recados mais a natureza vai ter que dar até que possamos entender como responder.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s