“O senhor prefere inglês ou francês?”
Esta é uma pergunta que os turistas que visitam as Ilhas Maurício ouvem muito.
A educação do povo deste pequeno país africano que fica no Oceano Índico me surpreendeu demais em minha estada por lá, isso em 2013.
Conversando com as pessoas fiquei sabendo que todas as escolas são bilíngues, ou seja, grande parte dos 1,5 milhão habitantes das Ilhas Maurício falam inglês e francês.
Desde que conquistou a independência, em 1968, o país africano é uma democracia que investe demais em educação.
E o resultado é que uma ilha, localizada no continente mais pobre do mundo, tem renda per capita e índice de desenvolvimento humano bem maiores do que o Brasil.
Meu pequeno tempo nas Ilhas Maurício, três anos atrás, só comprovou a tese de que o investimento em educação é fundamental para a melhoria da vida de qualquer País.
E que se um lugar perdido no Oceano e cercado de pobreza e de guerras conseguiu dar, em menos de 50 anos, uma qualidade de vida decente aos habitantes, nós podemos conseguir isso também aqui no Brasil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s