Há dois anos aconteceu aqui no Brasil um dos maiores desastres ambientais da história da humanidade.
Uma desgraça cujos impactos totais no ecossistema ainda são desconhecidos. Estou falando do rompimento da barragem da Samarco, em Mariana.
Então é de causar vários tipos de dores de barriga que o governo e o presidente Michel Temer tenham tratado a liberação da mineração em áreas da Amazônia da forma como foi feito. Uma medida confusa, feita na canetada, sem a devida discussão e análise de impactos.
Repito, há pouquíssimo tempo tivemos aqui no país um desastre ambiental absurdo, causado por uma mineradora. Um fato que mostrou como é frágil o controle e a fiscalização do poder público brasileiro em relação a estas empresas. Se a coisa fosse séria, deveríamos estar implantando ações para evitar que desgraças assim se repetissem nos tantos sítios de mineração já existentes por aqui.
Portanto, para mim, a única explicação possível é que tem mutreta e pixuleco aí no meio. Porque não é possível que nossa memória seja tão curta e tão seletiva.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s