Está em discussão no Senado uma lei que pretende mudar as normas para doação de alimentos no Brasil.
Hoje, vários proprietários de restaurantes, padarias, supermercados preferem jogar alimentos no lixo do que direcionar para doação. E não dá para culpar essa gente. A legislação em curso no país responsabiliza juridicamente quem doou, caso o alimento cause problemas a saúde de quem consumiu.
Não há dados precisos sobre o tamanho do estrago que esta norma estúpida provoca.
Mas a estimativa é de que metade dos alimentos produzidos no comércio vão parar no lixo. Boa parte teria condição de qualidade para alimentar milhares de pessoas por aí.
Este projeto de lei é uma das principais iniciativas em curso no Brasil para combater o desperdício de comida. Existem outras em andamento, todas em parceria com a FAO, braço das Nações Unidas para a alimentação, e que está de olho no tema no Brasil e em outros países da América Latina.
É que segundo a FAO, juntando o Brasil e nossos vizinhos latinos, o desperdício de alimentos chega a 350 mil toneladas por dia.
Comida que seria suficiente para ajudar a resolver a situação alimentar de 36 milhões de pessoas em nosso continente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s