Está na região noroeste do Rio Grande do Sul a maior taxa de mortalidade por câncer do Brasil. São dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer).
Ao mesmo tempo, esta mesma região é a maior consumidora de agrotóxicos do País, segundo a Universidade de São Paulo.
E cada vez mais gente afirma que isso não é coincidência.
Médicos, pesquisadores e até o Ministério Público do Rio Grande do Sul alertam para uma possível epidemia de câncer causada pelo uso de defensivos agrícolas.
Em 2014, 17.500 pessoas morreram de câncer em terras gaúchas. É a maior taxa de mortalidade do Brasil.
Fabricantes dos agrotóxicos, obviamente, contestam esta relação. E vão além, alegam que se há algo errado a culpa é dos agricultores e trabalhadores que não seguem as instruções técnicas para o manejo dos produtos químicos.
Afinal, estamos falando de uma indústria que cresceu por aqui 155% nos últimos dez anos. O que transformou o Brasil, desde 2009, no maior consumidor mundial de agrotóxicos.
E é só olhar com atenção os diversos dados sobre o assunto para ver que a relação entre a explosão do uso de agrotóxicos e o aumento de problemas de saúde está longe de ser coincidência.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s